POR 5 A 1

Mesa Diretora do Senado oficializa cassação de Selma Arruda

DA REDAÇÃO / MATO GROSSO MAIS
[email protected]

O Senado Federal oficializou a perda do mandato da agora ex-senadora Selma Arruda (Podemos), na manhã desta quarta-feira (15), a Mesa Diretora declarou que a juíza aposentada deixe de vez a cadeira. A votação foi por cinco votos favoráveis à declaração de cassação de Arruda.

O terceiro colocado nas eleições de 2018, o ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD), assumirá o mandato após obter decisão favorável do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Tóffoli. Ele ficará no cargo até a realização de novas eleições.

Fávaro poderá assumir a cadeira somente após a decisão ser publicada no Diário Oficial e ser comunicado em plenário na próxima reunião dos senadores.

Selma Arruda deixará o mandato de senadora quatro meses após ser cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder econômico e caixa dois nas eleições de 2018. Ela está impedida de disputar eleições pelos próximos oito anos.

Votaram a favor da perda do mandato Antônio Anastasia (PSD), Sérgio Petecão (PSD), Eduardo Gomes (MDB), Flávio Bolsonaro (Republicanos) e Luís Carlos Heinze (PP). Apenas Lasier Martins (Podemos) foi contrário.

O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) chegou a marcar eleição suplementar para o dia 26 de abril. Contudo, ela foi suspensa em virtude da pandemia de Covid-19, causada pelo novo coronavírus.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *