https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/04/046132442994a2ae607fee274bb334a0.jpg

3° QUADRIMESTRE

Possas apresenta para vereadores prestação de contas e Plano de Combate ao coronavírus

Gustavo Duarte

A Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá – SMS apresentou nesta quarta-feira (15), o Relatório de Prestação de Contas Detalhado referente ao terceiro quadrimestre de 2019, para apreciação dos vereadores da Câmara Municipal de Cuiabá. A apresentação aconteceu por meio de Audiência Pública virtual, com o objetivo de manter o isolamento social devido à pandemia do coronavírus.

O ato contou com a participação do secretário de Saúde, Luiz Antônio Possas de Carvalho, o assessor técnico Ricardo Venero e a gerente da Vigilância Epidemiológica, Flavia Guimarães. A Audiência virtual foi conduzida pelo vereador Ricardo Saad, presidente da Comissão de Saúde e Previdência Social da Câmara.

Durante a apresentação, dentre os principais dados expostos pela consultoria técnica, esteve a Distribuição da Produção Geral que totalizou 3.768.252 e a Hospitalar 14.823. Elas foram apresentadas seguindo o nível de complexidade da Rede SUS. Na Atenção Primária, foram realizados 830.894 procedimentos ambulatoriais. A Média Complexidade realizou 2.846.527 na parte ambulatorial e 13.434 na hospitalar. Já a Alta Complexidade computou 1.389 procedimentos hospitalares e 58.835 procedimentos ambulatoriais.

Os números da Central de Regulação também receberam destaque na reunião. No quadrimestre foram marcadas mais de 57 mil consultas e mais de 69 mil exames. Apesar da Central estar realizando um trabalho forte para acelerar as filas de espera, o absenteísmo ainda é um grande empecilho. Das mais de 57 mil consultas marcadas, 41% dos pacientes não compareceram e dos mais de 69 mil exames marcados, 46% não foi realizar. “Temos muitos problemas para encontrar pacientes pois muitos mudam o telefone e não atualizam no cadastro do SUS. Fizemos mutirões de atualização cadastral em 2019, mas ainda assim o absenteísmo foi alto”, explicou o secretário de saúde.

CORONAVÍRUS

Quando o presidente da Comissão abriu para as perguntas, a maior parte dos vereadores que se inscreveram se preocuparam com a questão do coronavírus no estado, em especial na capital. Pôssas revelou que desde 30 de janeiro deste ano a equipe da Vigilância começou os estudos para preparar Cuiabá para a pandemia.

O assessor técnico da SMS, Ricardo Venero fez uma explanação sobre o Plano de Combate ao Coronavírus para a capital. Ele disse que antigo Pronto Socorro da Capital foi 100% desocupado e está na faz final de uma reforma para atender os pacientes de COVID-19. “Para este primeiro cenário teremos 120 leitos de enfermaria para pacientes com sintomas moderados. Também estamos preparando 40 leitos de UTI adulta e 15 de UTI pediátrica”, revelou.

O segundo cenário previsto pela equipe técnica é para o caso de todos os leitos do antigo PS ser ocupados. “Já estamos fazendo a desocupação do Hospital São Benedito para prepará-lo para possíveis pacientes com COVID-19. Continuamos com o Corredor do AVC apenas. No São Benedito teremos 83 leitos de enfermaria e mais 30 leitos de UTI”, comentou.

No caso de ocupação total do antigo PS e do São Benedito, a UPA Verdão será utilizada como unidade hospitalar para abrigar os pacientes de COVID-19 também. “Neste terceiro cenário, termos 18 leitos de enfermaria e 6 leitos de UTI. E no caso mais crítico, se essas vagas forem ocupadas, temos um plano de transformar os dois ambientes que temos na recepção da UPA, que são bem amplos em leitos de enfermaria e nos locais onde ficam as enfermarias vamos transformar em UTI, pois já tem a canalização pronta para o oxigênio. Aí teremos 24 UTIs e 32 leitos de enfermaria na UPA Verdão”, explicou Ricardo.

A gerente da Vigilância Epidemiológica, Flavia Guimarães respondeu várias dúvidas dos vereadores acerca de números de casos confirmados na capital, sobre transmissibilidade do vírus, utilização de testes rápidos e até do uso de cloroquina, que deve ser usado com extrema cautela.

O secretário de Saúde ressaltou o trabalho da equipe técnica que desde janeiro vem trabalhando incessantemente para evitar que a pandemia em Cuiabá atinja um estágio que não possa ser controlado. “Nos antecipamos e fizemos o pedido dos EPIs em fevereiro, além de comprarmos mais 50 respiradores. Também pedimos 30 mil testes rápidos, que deverão chegar no final deste mês e serão utilizados preferencialmente em profissionais da saúde. Teremos ao todo 109 leitos de UTI e 235 leitos de enfermaria apenas para atender pacientes de coronavírus. Estamos bem preparados para enfrentar essa batalha”, concluiu.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *