https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/05/AP-PRIN.jpg

APRENDIZAGEM

75 mil apostilas já foram emitidas para alunos sem à internet

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) contabiliza a entrega de mais de 75 mil apostilas de atividades complementares, disponibilizada na plataforma Aprendizagem Conectada. O número será atualizado nos próximos dias e pode aumentar.

Segundo a secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, o material impresso é destinado aos alunos da rede estadual que não têm acesso a internet para poder conectar com a plataforma. “Temos clareza de que nem todos nossos alunos tem acesso à internet. Para que todos nossos estudantes fossem atendidos com as atividades complementares, todo o material impresso está à disposição em as unidades escolares”, destaca.

Conforme Marioneide, o pai entra em contato com a escola – via celular, telefone fixou ou pessoalmente –, vai à escola e recebe o material impresso. “A Seduc já disponibilizou recursos extras para as escolas para o pagamento da impressão das apostilas”, assinala.

A aluna estuda atentamente na apostila.
Créditos: Divulgação

A Escola Estadual André Luiz da Silva Reis, de Cuiabá, já entregou 360 apostilas nas seis semanas de atividades. O diretor José Romildo Magalhães desde o início da Aprendizagem Conectada se antecipou, fazendo o contato com todos os pais, informando sobre as apostilas caso não dispusessem de internet em casa.

“Ligamos para todos os alunos para verificar como estavam acessando a internet, se tinham alguma dificuldade em baixar o material de estudo. Fizemos todo o levantamento para poder programar as apostilas com impressão e entrega”, ressalta José Romildo.

Para não haver aglomeração, a entrega foi agenda para o período da manhã. Sem esquecer os protocolos de segurança durante a pandemia, o gestor colocou álcool gel na entrada e a obrigatoriedade do uso de máscara. Além disso, ao ar livre foram colocadas cadeiras espaçadas respeitando o distanciamento mínimo.

Pai de aluno da EE Antônio Gattiboni busca o material na unidade escolar.
Créditos: Divulgação

Além dos muros

Para atender os pais sem acesso à internet que têm procurado a escola, José Romildo ampliou o alcance do wi-fi que vai além dos muros, mais precisamente em frente à escola. “Numa área externa, os pais, depois do trabalho, podem se reunir com os filhos, acessar a internet, baixar o conteúdo e resolver em casa. É lógico que a gente quer que todo mundo fique em casa, mas já que eles têm que sair pra ir atrás de buscar a apostila, teria que vir a escola. Então eles podem também vir a escola e acessar a internet ali de fora baixar todo o material que eles precisam”, ressalta.

O diretor explica que a maior dificuldade que alguns pais têm é acessar o celular e seus aplicativos. Os alunos do ensino médio, por sua vez, conseguem se conectar com a plataforma sem maiores dificuldades.

Várzea Grande

A diretora Marina Leite da Cunha entrega o material para mãe de aluno.
Créditos: Divulgação

Na EE Antônio Geraldo Gattiboni, a diretora Maria Leite da Cunha, imprimiu as apostilas conforme as solicitações. “É uma forma de explicar aos pais continuidade ao aprendizado. A Seduc disponibilizou a plataforma na internet e a escola deu o segundo passo com o material impresso”, ressalta.

A gestora explicou que colocou a informação sobre a Aprendizagem Conectada na página do facebook da escola e também sobre a entrega da apostila. Com isso, aluno algum ficou sem estudar. Os pais, então, procuraram a escola e receberam o material com a diretora. Assim como também as demais escolas, os pais respeitaram as medidas de segurança impostas durante a pandemia.

“Explicamos aos pais que é só fazer por fazer, mas se apropriar do conteúdo, aprender o que estudou. Para isso, a escola está a disposição parar sanar as dúvidas”, explica.

Na EE Jercy Jacob, também em Várzea Grande, o diretor Marlon Rosa, agendou a entrega das apostilas conforme solicitação dos pais, tanto por meio do telefone fixo da escola como pelo grupo de whatsapp da escola. “A impressão é feita na hora que o pai vem buscá-la para evitar desperdício.

Para quem tem acesso à internet, Marlon envia as atividades pelo celular para que possam estudar no dispositivo móvel e responder no caderno.

Agendamento

O assessor pedagógico Denilson Soares salienta que em diversas escolas estaduais de Várzea Grande, a entrega das apostilas está sendo realizadas sob demanda. Os pais solicitam aos gestores e agendam um horário para buscá-las.

“Nas Escolas Arlete Maria, Gonçalo Botelho, Terezinha de Jesus, os pais estão sendo muito bem atendidos. Os gestores entraram em contato com os pais e todos que solicitaram o material impresso foram e serão atendidos.

“Além disso, os pais são orientados a fazer um acompanhamento específico aos seus filhos – tanto na plataforma como no material impresso –  e caso tenham dúvidas no conteúdo, basta procurar a escola”, assegura.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 23 de maio de 2020 às 12:13:41
  • 23 de maio de 2020 às 12:10:48