https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/06/5fd86c31e3c8215af886bea7c79d089bA.jpg

HÁ 20 ANOS

Vereador é condenado a pagar R$ 76 mil por desvio de gasolina

O ex-vereador por Cuiabá, Wilson Celso Teixeira, conhecido como Dentinho, foi condenado a pagar R$ 76,5 mil mais juros por desviar dinheiro público na compra de combustível quando era presidente da Câmara na Capital, em 1998. A decisão foi do juiz Bruno D’Oliveira Marques, da Vara Especializada Ação Civil Pública e Ação Popular.

Ainda que tenha prescrito os “atos de improbidade administrativa para aplicação de sanções de caráter pessoal previstas na Lei de Improbidade”, o ressarcimento aos cofres público não tem data validade.

O valor a ser pago por Teixeira foi gasto em 3 ordens de pagamento, expedidas em menos de dois meses de diferença, sendo que em 1998 a Câmara possuía apenas 3 veículos próprias.

A auditoria realizada na época apontou que o valor gasto era necessário gastar mil litros de gasolina por dia. “(…) nota-se que a quantidade dos produtos adquiridos não se revelou idônea, vez que a própria comunicação interna que deu início à contratação não contém qualquer justificativa do porquê a Câmara Municipal necessitava da expressiva quantia de 60.000 litros de gasolina, 25.000 litros de álcool e 300 litros de óleo lubrificante”.

Durante o processo, testemunhas disseram que o combustível não era usado apenas nos carros da Câmara, mas também para veículos pessoais dos vereadores, onde cada um recebia uma “cota” de 100 a 150 litros por semana.

Para o magistrado, o então presidente da Câmara não tinha nenhuma autorização para conceder o combustível para uso pessoal dos parlamentares, “o que revela gasto com ofensa à legalidade e moralidade”.

Com informações do G.D

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 25 de junho de 2020 às 15:07:02