https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/07/produção-agricola.jpg

NOVA MARINGA

Asfalto vai facilitar escoamento da produção e incentivar o manejo sustentável

Munícipio com grande potencial de desenvolvimento no Médio-Norte de Mato Grosso, Nova Maringá terá o acesso à cidade feito por uma rodovia asfaltada após 40 anos de espera. A pavimentação de 81 quilômetros das MT-492 e MT-249 será realizada pelo Governo do Estado, em parceria com as prefeituras de Nova Maringá e São José do Rio Claro.

A pavimentação entre as duas cidades ainda vai permitir a interligação de Nova Maringá diretamente à rodovia federal BR-163, com maior rapidez e segurança. Isso vai  facilitar o escoamento da produção da cidade, que está em grande expansão e hoje  tem cerca de 250 mil hectares de produção agrícola e estima plantar mais 100 mil hectares nos próximos anos com a chegada do asfalto.

Além disso, o asfalto novo vai incentivar o manejo florestal sustentável na região Médio-Norte, uma vez que Nova Maringá possui grande potencial para o extrativismo vegetal  e contribui em grande parte para o desenvolvimento econômico do setor de base florestal de Mato Grosso.

A pavimentação de 81 quilômetros  será executada entre as cidades de Nova Maringá e São José do Rio Claro

De acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) Marcelo de Oliveira, a pavimentação é um importante ganho para o desenvolvimento da região, que está em exponente crescimento e que ainda precisava enfrentar os percalços logísticos causados por uma rodovia não-pavimentada.

“Até hoje Nova Maringá não é interligado ao asfalto. Mas com a união de esforços do Governo do Estado e das prefeituras formalizamos uma cooperação e vamos poder realizar essa pavimentação e tirar a cidade de Nova Maringá do isolamento”, disse o secretário.

Por meio da cooperação, a Sinfra vai realizar a licitação da obra, excluindo alguns serviços que serão executados diretamente pelos municípios, dentro do limite territorial de cada um. O valor de referência da Sinfra para a licitação da obra é de R$ 65 milhões.

Sob a responsabilidade das prefeituras está a execução de serviços complementares, como terraplanagem, recomposição ambiental e sinalização das vias, por exemplo. Serão investidos cerca de R$ 7,5 milhões pelos municípios.

A Prefeitura de Nova Maringá ficará com a responsabilidade de execução dos serviços em uma extensão de 48,02 quilômetros da rodovia, que corta o município. Já a prefeitura de São José do Rio Claro será responsável por executar os serviços em uma extensão de 33,07 quilômetros.

A pavimentação vai incentivar o manejo florestal sustentável na região Médio-Norte

Para Claudinei Freitas, presidente do Sindicato das Indústrias Madeireiras do Médio-Norte de Mato Grosso, a chegada do asfalto vai impulsionar a abertura de novas indústrias no munícipio de Nova Maringá – e toda a região – que tem grande potencial para se tornar uma cidade incubadora de empresas para esse segmento.

“Parabéns ao governo e aos prefeitos que tiveram a coragem de assinar esse convênio neste momento de pandemia. Nós temos muita biomassa aqui na região e, com esse asfalto, eu tenho certeza de que tudo o que o governo investir vai retornar muito rapidamente. Por isso, só temos que agradecer ao governador Mauro Mendes pela obra”, disse.

Além do ganho econômico, a obra também é a realização de um sonho dos moradores da cidade, segundo o prefeito de Nova Maringá, João Braga Neto.

“Até que enfim um governador chegou para entender o que os outros não entenderam: a importância de Nova Maringá. Já estou louco para por as máquinas na obra para realizar esse sonho que o povo de Nova Maringá espera já tem 40 anos”, encerrou.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 19 de julho de 2020 às 13:43:40
  • 19 de julho de 2020 às 04:01:07