https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2018/08/1079770-34772286420_281d4b688c_o.jpg

DELAÇÃO PREMIADA

“Nunca houve compra de apoio político por parte do Executivo”, afirma Maggi

Beto Barata

Em nota o ex-governador Blairo Maggi nega que tenha criado um esquema de mensalinho para compra de apoio na Assembleia Legislativa de Mato Grosso. “Nunca houve compra de apoio político por parte do Executivo, e por isso, Maggi jamais pactuou com quaisquer irregularidades”.

O ex-deputado José Geraldo Riva, fez tais afirmações em delação premiada. Riva afirmou que Blairo criou um novo sistema para realizar o pagamento de ‘mensalinho’ a 38 ex-deputados estaduais, dando continuidade a um esquema que durou mais de 20 anos e desviou cerca de R$ 175 milhões, no total.

Em nota encaminhada à imprensa nesta terça-feira (15), Blairo afirmou que as declarações de Riva são “absurdas”.

Segundo o ex-deputado, o esquema consistia na suplementação do orçamento da Assembleia, deixando a Mesa Diretora a cargo da distribuição da propina.

“A versão apresentada pelo criminoso delator não se sustenta, pois basta comparar os orçamentos anteriores com os executados durante a gestão e concluir que: houve significativa redução dos repasses! São números, documentos e não ilações! Assim, são absurdas as afirmações do delator. Maggi afirma que tomará todas as medidas cabíveis contra acusações infundadas como essa”, diz trecho da nota.

Blairo afirma que as acusações de Riva não se sustentam e que durante seu governo houve “redução significativa dos repasses” à Assembleia Legislativa. O ex-governador afirmou que nunca houve compra de apoio político em seu governo e que tomará tomas as medidas cabíveis contra as acusações.

Devido ao acordo de delação premiada, Riva começará a cumprir prisão domiciliar em outubro, pelo período de dois anos. Ele também terá que devolver R$ 92 milhões aos cofres públicos, dos quais já pagou R$ 15 milhões.

Confira a nota na íntegra:

Sobre a repercussão da delação do ex-deputado José Riva, o ex-governador Blairo Maggi afirma que encerrou seus 8 anos de Governo com 92% de aprovação popular, pois, sua gestão pautou-se na eficiência e transparência. Nunca houve compra de apoio político por parte do Executivo, e por isso, Maggi jamais pactuou com quaisquer irregularidades.

A versão apresentada pelo criminoso delator não se sustenta, pois basta comparar os orçamentos anteriores com os executados durante a gestão e concluir que: houve significativa redução dos repasses! São números, documentos e não ilações! Assim, são absurdas as afirmações do delator. Maggi afirma que tomará todas as medidas cabíveis contra acusações infundadas como essa.

Assessoria de Comunicação

Veja Mais

3 comentários em ““Nunca houve compra de apoio político por parte do Executivo”, afirma Maggi”

  1. Gostei do assunto de sua publicação, gostaria de ver se é pertinente de divulgar em meu site: link acima.

    Sds.

    Hermes

  2. CURIOSO disse:

    COMO É CARA DE PAU. O GOLPE DO SILVAL FOI ARQUITETADO E O MAIOR BENEFICIARIO DE TUDO . TODA DESGRAÇA DE MT HOJE ATRIBUI A ESSA QUADRILHA MAGGI. O PROBLEMA QUE NUM ESTADO ATRASADO IDROLATRA QUEM SAIU CORRIDO DO PARANA E CHEIO DE PROCESSOS. MALANDRO NA TERRA DE GENTE BURRA VIRA REI.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 15 de setembro de 2020 às 18:37:28