https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2021/01/c37ff322ee07bfd636def2e0ce6b3358.jpg

EM 4 ANOS

Prefeitura de Cuiabá implantou 43 projetos na Educação

Prefeitura de Cuiabá

Em quatro anos da atual gestão, a Prefeitura de Cuiabá implantou 43 projetos no âmbito da Secretaria Municipal de Educação. No último ano, em 2020, enfrentou ainda a missão de adequar às aulas presenciais para plataformas online em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

Por meio do Programa @Portal da Escola Cuiabana, tecnologias digitais possibilitaram a mediação pedagógica não presencial. Aulas da rede pública de educação foram transmitidas por meio de aplicativos, TV aberta, Youtube e outros recursos de mídia.

Para isso, foi necessário implantar um estúdio para gravação no Centro de Formação. As aulas gravadas no local são compartilhadas semanalmente no Portal disponibilizado pela Prefeitura. Equipe pedagógica, no mesmo sentido, acompanha e orienta professores e estudantes que não possuem internet.

O trabalho para informatizar e modernizar as escolas da rede pública, no entanto, vem ocorrendo desde o início da gestão Emanuel Pinheiro. O ex-secretário da Pasta, Alex Viera Passos, responsável pela implantação da maior parte desses projetos, fez a aquisição de 400 mesas digitais interativas para a Educação Infantil, além da compra de lousas digitais e projetores interativos para atender as unidades escolares.

Trabalho na Educação teve ainda variadas vertentes, entre a atenção aos projetos pedagógicos, a assistência aos estudantes com deficiência, as obras de infraestrutura, a implementação de práticas para melhoria do aprendizado dos estudantes e o diálogo aberto com os servidores da Pasta.

Programa Hora Estendida também foi destaque durante a gestão do prefeito Emanuel Pinheiro. Por meio dele, famílias com jornada de trabalho incompatíveis com o encerramento das atividades educacionais puderam deixar seus filhos a mais na escola. Proposta foi pensada de maneira humanizada para atender as demandas dos estudantes.

No âmbito da infraestrutura, projetos como o Climatizar é Humanizar possibilitaram a instalação de ares condicionados em salas de aula. Isto porque as altas temperaturas na maior parte do ano letivo em Cuiabá podem comprometer o aprendizado. A Prefeitura também instalou equipamentos de vídeo monitoramento, reformou as unidades de ensino e construiu 17 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI). Apenas com esta última medida, mais de 2 mil vagas foram acrescidas na Educação Infantil.

“O mobiliário escolar é um elemento de apoio ao processo de ensino e aprendizagem. A utilização equipamento mobiliário adequado é um importante apoio ao conforto físico e psicológico do estudante e pode influenciar na escolha de métodos pedagógicos e, consequentemente, na aprendizagem”, diz trecho de relatório apresentado no final da gestão.

Já na parte pedagógica, Projeto Educando para a Cuiabania, por exemplo, colocou em prática ações focadas na importância do conhecimento da histórica local. Objetivo foi resgatar e valorizar a história, costumes e tradições cuiabanas. Projeto Garatuja ressignificou a leitura e a escrita na Educação Infantil, em que crianças puderam enriquecer cada vez mais sua capacidade expressiva por meio de garatujas e desenhos.

No mesmo sentido, Projeto Bom de Bola, Bom de Escola, Projeto Inteligência Emocional e Projeto de Judô Instituto Reação foram fundamentais para assegurar lazer aos estudantes, em paralelo com as atividades acadêmicas.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *