https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2021/07/hj3.jpg

EM RONDONÓPOLIS

Prefeito Zé do Pátio quer derrubar projeto de vereador

O polêmico Projeto de Lei do vereador Junior Mendonça do PT de Rondonópolis, que propõe Emenda modificativa a Lei Orgânica do município, ganha mais um capítulo. O Prefeito José Carlos do Pátio (SD), quer a retirada do projeto de pauta.

” Se o projeto for aprovado vou ter que entrar com uma Adin – Ação Direta de Inconstitucionalidade, mas a minha preocupação é que o juiz não conceda a liminar automaticamente, e com isso o município vai ficar no prejuízo, pois os contratos estão vencendo e eu não vou poder recontratar esses trabalhadores”, disse Pátio.

” O que eles (vereadores), precisam entender é que essa briga não é nossa, essa briga tem que ser lá em Brasília, onde estão acabando com os direitos do trabalhador. Essa discussão não é da Câmara”, disse o prefeito.

Por fim, o Prefeito José Carlos do Pátio, pediu aos cinco vereadores que votaram contra o projeto em sua primeira votação: Roni Cardoso (PSD), Cláudio da Farmácia (MDB), Dr. Manoel, Dr Jonas e Dico, esses três do Solidariedade, que convençam o maior número possível de colegas parlamentares, a mudar seu voto para a próxima votação, que deve acontecer na semana que vem, dia 28.

Vale dizer que, para ser aprovado, o projeto precisa de 14 votos favoráveis, exatamente a votação obtida na semana passada .

O Prefeito não descartou também a possibilidade dele próprio se reunir com o vereador Júnior Mendonça, para solicitar a retirada do projeto.

A equipe do site Mato Grosso Mais ouviu o  vereador Júnior Mendonça sobre o pedido do prefeito.

“Entendo que essa conversa de retirada de pauta por uma eventual inconstitucionalidade foi superada pela derrubada pelo plenário da Câmara, e ainda, que o presente projeto não afeta as cooperativas que prestam serviço pro sanear.

Porém se isso ocorrer, faremos algum expediente legal para manter esses funcionários como estão. Todavia, manter cooperativa na prefeitura não dá, sobretudo com o evidenciado nos relatórios do TCE, Tribunal de Contas do Estado, onde apontam um desvio na ordem de R$ 20 milhões por parte de lobista da Coopervale”, externou Júnior Mendonça.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 19 de julho de 2021 às 21:46:04
  • 19 de julho de 2021 às 17:50:00