https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2021/07/whatsapp-image-2021-07-30-at-09.21.29.jpeg

SUSTO DURANTE VIAGEM

Passageiro desloca ombro, desmaia e é socorrido por médico do Cuiabá durante voo

Arquivo pessoal

Um passageiro deslocou o ombro durante uma viagem de Mato Grosso para São Paulo nesta quinta-feira (29) e teve a sorte de ser socorrido por um médico ortopedista que estava no mesmo avião que ele.

Jhone Pereira é médico do Cuiabá Esporte Clube e acompanhava a delegação para o próximo jogo do time contra o Internacional, em Porto Alegre (RS), quando o comandante da aeronave pediu ajuda médica anunciando que um passageiro estava passando mal.

O passageiro, Paulo Asvolinsque, estava sentado e se esticou para chamar a comissária de bordo. Em um movimento para trás, o ombro dele deslocou.

O voo seguia para Guarulhos (SP). Jhone estava assistindo filme e não ouviu o anúncio do comandante porque estava com fones no ouvido. Um colega o cutucou e disse que precisavam de um médico.

“O ombro dele saiu do lugar nesse movimento que ele fez para trás, de rotação. Ele tem um histórico do ombro sair do lugar, foi a quarta vez que isso aconteceu e ele já tinha sido operado”, contou o médico.

Paulo disse ao médico que a última vez que o ombro deslocou ele estava em Chapada dos Guimarães (MT) e precisou da ajuda de quatro pessoas para colocar o membro no lugar.

“Ele estava com muita dor, muito nervoso e suando, encharcado de suor. Eu fui tentando conversar com ele, para acalmar e ganhar confiança”, lembrou Jhone.

Outra médica também tentava ajudar o passageiro.

Jhone decidiu fazer uma técnica: pediu para que Paulo ficasse em pé e colocasse o braço por cima da poltrona do avião para tentar colocá-lo de volta no lugar.

De acordo com o médico, quando o ombro sai do lugar, o osso, chamado úmero, desarticula e sai do encaixe dele com a escápula, que é o osso do ombro.

O passageiro acabou desmaiando antes da técnica ser feita.

“Eu coloquei o outro braço dele para se segurar em mim e nesse momento ele apagou. O corpo dele relaxou todo e eu aproveitei e dei um golpe de força nele. O ombro encaixou e voltou para o lugar”, explicou o médico.

Segundo o profissional, nesse caso, não adiantaria apenas tomar medicações. O ombro deveria ser colocado de volta no lugar para que a dor parasse.

“Quando acontece pela primeira vez é um trauma violento. Às vezes a fratura é microscópica e não aparece em raio-X. No caso dele, foi a quarta vez que deslocou o ombro. Talvez ele tenha um trauma e afundamento do úmero e por isso haja essa instabilidade”, argumentou o médico.

Jhone já foi solicitado outras vezes para ajudar passageiros que passaram mal durante voos, geralmente por náuseas e vômitos, mas nunca por uma situação ortopédica.

A delegação embarcou rumo ao Rio Grande do Sul nesta quinta-feira e enfrenta o time gaúcho no sábado, às 19h (de MT), no Beira Rio.

Cuiabá confronta o Inter pela 14ª rodada do Brasileirão.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 30 de julho de 2021 às 18:06:26