https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2022/03/POLINTER-NOVA-VTR.jpg

MT E PARANÁ

Operação prende líder de golpe do intermediador de vendas

DA REDAÇÃO / MATO GROSSO MAIS
[email protected]

Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

As Polícias Civis de Mato Grosso e do Paraná concluíram nesta quinta-feira (10.03) a Operação Moedeiro, realizada em conjunto por equipes dos dois estados, para cumprimento de 29 mandados judiciais contra alvos investigados pela polícia paranaense por crimes de estelionato .

Foram expedidos 26 mandados de busca e apreensão e três de prisão pelas Comarcas das cidades de Guarapuava e Prudentópolis (PR). Parte dos mandados foi cumprida em Cuiabá, Barra do Bugres, Rondonópolis e Poconé, inclusive, com a prisão do líder do esquema, morador do bairro Três Barras, na Capital mato-grossense.

As investigações da Polícia Civil do Paraná apuraram a prática do golpe do intermediador de vendas, pelo qual os golpistas utilizam anúncios de outras pessoas para negociar veículos usados e seminovos copiando todas as informações inseridas no anúncio original e recebendo o pagamento do comprador interessado pelo veículo.

Todos os investigados na Operação Moedeiro tiveram as contas bancárias bloqueadas, por onde foram realizadas as movimentações dos valores obtidos ilicitamente.

Mandados em MT

A Gerência Estadual de Polinter e Capturas realizou o cumprimento dos mandados junto com a equipe da Polícia Civil do Paraná e apoio das delegacias dos municípios onde foram presos os alvos.

O líder do esquema foi identificado na investigação e teve o mandado cumprido durante a operação. Ele é morador do bairro Três Barras, em Cuiabá.

Em Rondonópolis, foram presas duas mulheres envolvidas no esquema e cumpridos três mandados de buscas. Outras ordens judiciais de busca e apreensão foram cumpridas pelas equipes policiais nas cidades de Barra do Bugres e Poconé.

No total, 30 pessoas foram indiciadas nas investigações pelo crime de estelionato.

Além das equipes da Gerência de Polinter e Capturas e da Polícia Civil do Paraná, também apoiaram o cumprimento dos mandados as Delegacias de Poconé, Barra do Bugres, Nova Olímpia e Sorriso e a Delegacia Regional de Rondonópolis.

Prevenção ao golpe

Houve em todo o Brasil um aumento exponencial dos casos de estelionatos devido à facilidade proporcionada pelos avanços tecnológicos. Os trabalhos conjuntos entre as policias civis se tornarão mais freqüentes, pois as vítimas comumente residem em estados diferentes dos investigados.

Para que uma pessoa interessada em adquirir um bem se revina do golpe, a negociação deve ser realizada diretamente entre vendedor/comprador, evitando intermediários, pois é dessa forma que o golpista consegue ludibriar as vítimas.

1 – Prefira negociar sempre com o próprio comprador/vendedor. Evite intermediários.
2 – Desconfie de ofertas muito atrativas, se você for o comprador
3 – Vendedor, colocou preço abaixo do mercado e o comprador negociou? Desconfie.
4 – A transferência do veículo deve ser realizada em um cartório. Somente faça uma transferência do valor no momento da assinatura do documento (comprador). Somente faça a transferência do veículo com a confirmação do seu banco de que o dinheiro está na conta (vendedor).
5 – Quando receber uma transferência bancária, sempre confirme com o seu banco se o dinheiro está em sua conta.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *