https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2022/06/PREFEITO-PORTO.png

VEJA A ENTREVISTA

Agnelo recebe o prefeito de Porto Alegre do Norte e debate sobre o Araguaia

Reprodução

O apresentador Agnelo Corbelino recebeu no programa Passando a Limpo, da última terça-feira (31), o prefeito de Porto Alegre do Norte (1159 km de Cuiabá) Daniel Rosa do Lago (PDT). Durante o bate-papo, questões econômicas, deficiências estruturais e projetos futuros foram colocados em pauta acerca do jovem município situado na região do Araguaia que fez 36 anos ainda no mês de maio.

A cidade que antes era economicamente movimentada pela produção de laticíneos e do comércio local, na atualidade vem caminhando para se tornar referência na produção da soja e de milho, e tem planos de se consolidar também com a cultura do algodão, apesar das dificuldades frente à infraestrutura.

“Hoje o mais fote é a soja e o milho, a soja, a primeira safra e o milho a segunda safra e nos próximos anos, provavemente deve entrar o algodão também, devem entrar, outras culturas. Ainda tem muita deficiência de infraestrutura. como em várias partes do estado, então está se desenvolvendo aos poucos, mas de dois anos para cá o agronegócio cresceu muito”, disse o prefeito.

Embora a cidade tenha enfrentado dificuldades com a falta de distribuição de recursos, o chefe do Executivo afirma que o município está em sua melhor fase atualmente, com investimentos tanto do governo de Mato Grosso, como também do governo Federal.

“2021 e 2022 agora, uma fase muito boa, que está tendo recurso para investimento, tanto no estado, governo federal tem feito bastante recurso, de emendas parlamentares, então tem uma ajuda muito grande para que desenvolva a infraestrutura do nosso município”, completa.

No que tange a locomoção, Porto Alegre do Norte ainda se vê refém de aproximadamente 126 quilômetros de estrada de chão na BR-158. A precariedade das vias fazem com que o deslocamento do município até a capital, Cuiabá seja ainda mais cansativo e tortuoso. Vale destacar, que não só Porto Alegre do Norte sofre com a situação, como também toda a região do Araguaia que depende do trecho para transitar entre as cidades do Estado.

“É muito difícil Agnelo, a gente sai às cinco horas da manhã e chega aqui a noite, e quando vai voltar a mesma coisa. Mas é inacreditável que nesse trecho de 1.159 quilômetros, ainda tem 126 quilômetros de estrada de chão. Na BR-158, então isso é inacreditável, em pleno o século 21 a gente ter estrada de chão em uma BR que dá essse acesso a toda aquela região do Araguaia”, afirmou.

O prefeito também alertou para a dificuldade em que a população enfrenta para conseguir auxílio médico especializado, muitas vezes tendo de recorrer ou a Cuiabá, Goiás e Palmas. Mas com o início da obra do governo do Estado do Hospital Regional em Confresa (1.157 km de Cuiabá) a situação pode melhorar.

Veja a entrevista completa:

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 3 de junho de 2022 às 18:50:14