https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2023/10/40462.jpg

ALMT - Acolher - Novembro/Dezembro

ECONOMIA

Nova Transpantaneira vai interligar Região Norte ao Pantanal e impulsionar turismo de MT

DA REDAÇÃO / MATO GROSSO MAIS
[email protected]

Reprodução

Em uma concentração de esforços para o desenvolvimento social, econômico e ambiental da região pantaneira, o conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) Sérgio Ricardo e representantes de diversas instituições percorreram os 90 km da futura estrada “Transpantaneirinha”, durante o Projeto Estradeiro realizado no último no sábado (28).

A ação conjunta, promovida na estrada histórica que liga Várzea Grande a Barão de Melgaço, passando por Santo Antônio de Leverger e Nossa Senhora do Livramento, busca viabilizar projeto para reestruturação do trecho, que dá acesso à 11 antigas usinas de cana de açúcar.O trajeto foi sugerido pelo conselheiro, presidente da Comissão Permanente de Meio Ambiente e Sustentabilidade do TCE-MT, que vem atuando para solucionar o caos vivido pelo município e pelo avanço de toda a região.

“Nos reunimos em busca de soluções para ligar toda essa região com pontes, viabilizando o turismo desde a usina de Itaici e criando um roteiro que auxilie o desenvolvimento da economia dessa região, com geração de empregos, de possibilidades e de qualificação, para que o turismo, que gera sete em cada dez empregos no mundo, possa gerar emprego também aqui em Mato Grosso, que tem uma natureza exuberante. Somos o único lugar do planeta que tem Cerrado, Pantanal e Amazônia”, disse.

Clique e entre no nosso grupo do WhatsApp do Mato Grosso Mais e receba todas as notícias na sua mão.

Siga-nos também no Instagram e acompanhe nossas atualizações em tempo real.

O conselheiro reforçou que o Tribunal vem discutindo o desenvolvimento de todo o estado, o fim das desigualdades regionais e a vocação econômica dos municípios. “A proposta é ir a campo, buscar soluções, auxiliar, orientar políticas públicas que desenvolvam o estado e que diminuam as desigualdades grandiosas que existem entre os 141 municípios. Um grande problema que estado e prefeituras têm é a produção de projetos. O estado tem condições, existem recursos federais e estaduais, mas o que faltam são os projetos, como nesse caso. Então, o primeiro passo é correr atrás para que todos se unam. O Tribunal vai auxiliar e estar junto, tanto que propomos essa viagem.”

A expedição contou com autoridades como o vice-governador de Mato Grosso, Otaviano Pivetta, que falou sobre o potencial do estado. “Estamos conhecendo o potencial que tem nessa região. A indústria do Turismo é o próximo grande passo para Mato Grosso e estamos conversando e planejando formas para melhorar essa infraestrutura, tanto do ponto de vista do transporte terrestre, quanto com relação ao sinal de internet. Tem muitas riquezas naturais aqui, mas falta infraestrutura. Então, é isso que nós estamos olhando, para planejar o que que o estado pode e deve fazer para melhorar essa região.”

F

O titular da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), Allan Kardec, destacou a importância da união institucional.  “Acredito que essa posição do Tribunal é de fundamental importância para o desenvolvimento da região. A licitação da Orla foi deserta várias vezes porque os empresários veem dificuldade de tocar uma obra dessa pela logística. Estamos falando de um espaço de muita história, uma rota que passa por 11 usinas açucareiras e que tem relevância turística, cultural e econômica.”

Já o deputado Carlos Avalone chamou a atenção para a atuação do conselheiro em prol do meio ambiente. “Sérgio Ricardo tem uma história com o Pantanal, com o Rio Cuiabá e com o meio ambiente. Sua atuação, por meio do Tribunal de Contas, vai ser fantástica e esse grupo que está aqui trabalhando junto, vai conseguir viabilizar essa mudança. Não está faltando dinheiro, mas estão faltando bons projetos e colocar isso como prioridade.”

De acordo com o secretário adjunto de Estado de Turismo, Felipe Wellaton, “a presença do TCE-MT na construção de projetos que possam trazer desenvolvimento através do Turismo, traz transformação social e desenvolvimento ambiental para as cidades de Mato Grosso”.

a ocasião, a prefeita de Barão de Melgaço, Margarete Gonçalves, destacou a importância do fomento ao turismo. “Isso vai trazer para o nosso Pantanal o turismo de sustentabilidade, é um momento importante para todo o bioma. Essa infraestrutura vai garantir a chegada até a nossa orla, inclusive, essa estrada era utilizada pelo município de Barão no passado, então agora estamos resgatando essa estrada.”

O mesmo sentido se pronunciou a prefeita de Santo Antônio de Leverger, Francieli Magalhães. “Quero parabenizar a todos pela disposição de vir conhecer a realidade dos municípios, porque não é só Santo Antônio que precisa dessa ação, os municípios de Livramento e Barão de Melgaço também precisam dessa transformação. Tenho certeza de que hoje é o primeiro passo e que isso vai se estender e que vai realmente sair do papel e vai acontecer”, disse.

O Estradeiro é realizado pela Instância de Governança Regional – Pantanal Mato-grossense em parceria com a Secretaria de Estado de Ciência Tecnologia e Inovação (Seciteci) e a Secretaria de Estado Adjunta de Desenvolvimento do Turismo (Sedtur). Um dos principais objetivos da iniciativa, que reúne representantes de diferentes setores, é conhecer a realidade local e estimular o turismo no município, único do estado localizado integralmente no Pantanal.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *