https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2023/11/6666-8.jpg

ALMT - Acessibilidade - novembro/dezembro

CASO ENCERRADO

Homem que atropelou vítima é preso por tentativa de homicídio

DA REDAÇÃO / MATO GROSSO MAIS
[email protected]

Reprodução

O homem identificado como autor de um grave atropelamento, em que a vítima foi atingida inúmeras vezes na região do bairro Popular em Cuiabá, teve o mandado de prisão preventiva cumprido , na segunda-feira (06.11), após se apresentar na Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O investigado, de 45 anos, estava com a ordem de prisão decretada pelo crime de tentativa de homicídio triplamente qualificada, pelo motivo torpe, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Ele também responderá pelo crime de fraude processual, uma vez que tentou ocultar vestígios do crime.

O crime ocorreu no dia 07 de outubro, no bairro Popular em Cuiabá, ocasião em que a vítima, sem qualquer previsibilidade, foi atropelada pelas costas, por um veículo conduzido pelo suspeito, que praticou o ato de forma intencional, retornado diversas vezes, passando com o carro por cima do corpo da vítima.

O condutor chegou a sair do local, como se fosse embora, porém retorna e volta a colidir contra a vítima, chegando a parar o veículo sobre o corpo e descer do carro para verificar os fatos. Cinquenta minutos depois, o investigado retorna ao local e dispensa o par de tênis da vítima, um para cada lado da rua, para afastar a materialidade do crime praticado.

Clique e entre no nosso grupo do WhatsApp do Mato Grosso Mais e receba todas as notícias na sua mão.

Siga-nos também no Instagram e acompanhe nossas atualizações em tempo real.

Neste momento, a vítima não estava mais no local, sendo localizada cerca de uma hora e quarenta minutos após os fatos, em um terreno baldio nas proximidades do local do atropelamento, momento em que foi socorrida pela equipe do Samu e encaminhada ao Hospital Municipal de Cuiabá.

Interrogado pelo delegado Caio Fernando Alvares de Albuquerque, o investigado confessou a autoria do atropelamento, porém disse que não sabia quantas vezes atingiu a vítima. Ele alegou que a motivação seria o fato da vítima ter furtado o seu celular e que teriam entrado em luta corporal na tentativa de recuperar o aparelho.

“Foi um crime bárbaro, ficando evidenciado, por meio das imagens, o propósito de matar a vítima, uma vez que o investigado inicia subsequentes passagens e repassagens sobre o corpo da vítima, como se fosse algo, que pudesse passar por cima”, disse o delegado.

Após ter o mandado de prisão cumprido, o preso foi encaminhado para audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 7 de novembro de 2023 às 20:42:52