http://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/02/wellington.jpg

Cuiabá, quinta, 23 de maio de 2019

CPI DE BRUMADINHO

Membro da CPI de Brumadinho, Fagundes recebeu doações de mineradoras

PABLO RODRIGO

Reprodução

O senador Wellington Fagundes (PR), membro da CPI que investiga a tragédia de Brumadinho, é um dos 6 parlamentares da Comissão que receberam doações eleitorais de mineradores.

De acordo com a reportagem do jornal O Globo, Fagundes recebeu uma doação de R$ 150 mil da empresa Cavalca Construções e Minerações Ltda, durante as eleições de 2014, quando se elegeu senador da república.

A assessoria do senador mato-grossense afirma em nota que “as doações de campanha através de empresas, quando permitidas, jamais comprometeu minha atuação parlamentar. A citada doação, à época, integrou prestação de contas, aprovada sem restrição pela Justiça Eleitoral”, diz trecho da reportagem.

O confirmou em consulta ao site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que a doação ocorreu diretamente no dia 3 de outubro de 2014, véspera da votação.

A Cavalca Construções e Minerações Ltda possui vários contratos no Estado, desde o governo estadual até prefeituras. Durante a gestão Pedro Taques, a empresa chegou a faturar cerca de R$ 131 milhões em contratos.

Arlindo Cavalca, sócio-proprietário da Cavalca Construções e Minerações Ltda, foi um dos alvos da Operação Buracos, da Polícia Federal em 2017, chegando a ser conduzido coercitivamente para prestar esclarecimentos.

A PF investiga um suposto esquema de desvio de R$ 700 milhões em verbas públicas em obras de estradas federais em Rondônia e no Acre.

(Com informações de O Globo)


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 14 de março de 2019 às 15:48:33
  • 14 de março de 2019 às 15:48:14

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *