https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2017/04/PF.jpeg

TERREMOTO À VISTA

Operação da Lava Jato em Mato Grosso pode encrencar dois ex-governadores

Divulgação

Deu na coluna Cuiabá Urgente, do Diário de Cuiabá desta quinta-feira (1).

Dono do Grupo Petropólis, o empresário Walter Faria é o principal alvo da PF, na Operação Rock City (“Cidade de Pedra”). É a 62ª fase da Operação Lava Jato, que investiga um esquema de lavagem de dinheiro, de R$ 329 milhões.

As “batidas” da PF também se deram em Mato Grosso pelo fato de o Grupo Petropólis ter uma unidade em Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá), onde, entre outras, fabrica a cerveja Itaipava. Em Cuiabá, houve um mandado de busca e apreensão.

A suspeita da PF é de que offshores ligadas à Odebrecht realizavam, no exterior, transferências de valores para offshores do Grupo Petrópolis, que, por sua vez, disponibilizava dinheiro em espécie no Brasil para realização de doações eleitorais.

O Grupo Petrópolis foi utilizado para fazer doações de campanha eleitoral para políticos de outubro de 2008 a junho de 2014. Ontem, no meio político, o comentário era de que dois ex-governadores de MT podem estar encrencados nesse esquema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais