https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/08/images-7.jpg

PROJETO DOS INCENTIVOS

Líder do governo na AL nega "rusga" e diz que estadia no posto depende de MM

Reprodução

O líder do governo na Assembleia Legislativa (ALMT), deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM), negou nesta semana, os boatos de que estaria cedendo à pressão de empresários durante a tramitação do projeto que reduziu os incentivos fiscais em Mato Grosso. Além disso, comentou que sua permanência no posto é uma questão de Governo.

De acordo com o parlamentar, não houve “rusga” entre ele e o executivo estadual. “Eu não vejo nada disso, até porque para ser líder do Governo tenho que buscar diálogo e eu tenho feito isso em todos os projetos”, disse.

Sobre uma suposta modificação no projeto dos incentivos, Dilmar esclareceu que uma falha no sistema acabou gerando comentários de que havia alterações.

“O que houve mesmo foi uma formatação do projeto que ao passar para o sistema acabou dando um problema. O projeto nunca foi modificado, ele foi elaborado no substitutivo integral de acordo com entendimento da própria Assembleia Legislativa”, explicou.

Em relação à sua estadia na liderança do governo na Casa de Leis, o deputado afirmou que isso é uma questão que deve ser decidida pelo Executivo.

“Não vejo nenhuma rusga, mas aí depende do governo, depende dele para definir se fica ou não. Vou conversar com ele [Mauro Mendes], mas não vou entrar nesse assunto e sim nos de trabalho da Assembleia”, disse.

O projeto de Lei Complementar 53/2019, que trata da convalidação dos incentivos fiscais em Mato Grosso foi aprovado pela maioria no plenário.

A votação ocorreu durante uma sessão extraordinária que começou no dia 26 e só terminou pela manhã do dia 27, ultrapassando mais de 12 horas.

Veja o vídeo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 17 de agosto de 2019 às 14:33:41
  • 17 de agosto de 2019 às 14:32:09