CPI DOS INCENTIVOS

Homem-bomba da Lava Jato e presidente da Amaggi devem ser convocados

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Incentivos Fiscais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado estadual Wilson Santos (PSDB), deve apresentar, na tarde desta quinta-feira (5), em reunião da CPI, dois requerimentos para a convocação de Lúcio Funaro e do presidente do grupo Amaggi, Judiney Carvalho.

O objetivo de trazer Funaro é para explicar a declaração dada à CPI do BNDES sobre sonegação fiscal em Mato Grosso.

Já sobre a vinda do representante da Amaggi, empresa que tem como proprietário o ex-governador e ex-ministro de Estado, Blairo Maggi, é para explicar o não recolhimento do Fethab.

Doleiro, Lúcio Bolonha Funaro  ganhou notoriedade ao ser preso no escândalo da Petrobras investigado pela Operação Lava Jato, deflagrada Polícia Federal.

Funaro é suspeito de envolvimento em vários escândalos de corrupção, firmou diversos acordos de cooperação com as autoridades, para escapar de punição.

Foi investigado no Escândalo do Banestado, em 2003, pelo então juiz Sergio Moro e firmou seu primeiro acordo de cooperação. Funaro ganhou os holofotes no Escândalo do Mensalão, em 2005.

Atualmente, o doleiro cumpre pena no regime semiaberto em casa. Ele pode sair para trabalhar durante o dia.

Na última reunião da CPI dos Incentivos Fiscais, a Comissão aprovou os requerimentos para que os secretários de Estado Rogério Gallo (Fazenda) e César Miranda (Desenvolvimento Econômico) compareçam à Assembleia Legislativa para prestar depoimento. As datas dos depoimentos ainda estão pendentes de confirmação.

O requerimento de convocação foi aprovado na reunião de quinta-feira (29), mesma data em que o empresário do setor de combustíveis Júnior Mendonça prestou depoimento de aproximadamente uma hora e confirmou a existência de unidades de postos de combustíveis em Cuiabá e Várzea Grande registradas em nome de laranjas que praticam a sonegação de impostos e a venda de produtos adulterados.

Compõem a CPI os deputados Carlos Avallone (vice-presidente), Ondanir Bortolini, o Nininho (relator), Max Russi e Janaina Riva, estes dois últimos na condição de membros.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 5 de setembro de 2019 às 19:19:31