https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/10/pronto-socorro.jpg

45 ESTUDANTES PASSARAM MAL

Laudo aponta que água da escola Abdala José estava infectada com Salmonella

Divulgação

Foram encontradas bactérias Salmonella em análise laboratorial, nas amostras colhida na Escola Municipal Abdala José de Almeida, em Várzea Grande, onde 45 estudantes passarem mal na unidade escolar e precisaram de atendimento médico, em agosto.

O laudo dos exames apontou que as bactérias Shigella SP e Salmonella SPP haviam contaminado os bebedouros e um garrafão de água do auditório.

“A Vigilância Sanitária foi acionada para averiguações e apontamentos que geraram Resultados das Análises Microbiológicas realizado pelo Laboratório LACEN, aonde se constatou bactérias SHIGELLA SP e SALMONELLA SPP, em bebedouros e garrafão de água do auditório”, trecho da nota.

De acordo com a nota de esclarecimento da prefeitura de Várzea Grande, a Vigilância Sanitária foi até ao colégio e recolheu amostras de alimentos e água. (veja nota na integra no final da matéria)

Após o resultado, as Secretarias de Saúde e Educação tomaram medidas para tratar do incidente, como trocar os bebedouros, manutenção periódica e curso de boas práticas para merendeiras.

Além disso, a escola passará por uma reforma no final do ano letivo.

Apesar do mal-estar coletivo, apenas 10% dos alunos foram infectados.

NOTA DE ESCLARECIMENTOS

As Secretarias Municipais de Comunicação Social – SECOM; de Educação, Cultura, Esporte e Lazer – SMECEL e de Saúde – SMS, todas do município de Várzea Grande em relação ao pedido de esclarecimento deste conceituado órgão de comunicação informam:

• No último dia 30 de agosto, na parte da tarde, uma turma de 72 alunos da Escola Municipal de Educação Básica Abdala José de Almeida, unidade escolar que reúne 800 alunos e mais 200 profissionais, acabaram sofrendo sintomas de intoxicação alimentar com vômito e diarreia, sendo que do total de 72 alunos da turma, 45 foram atendidos no Hospital Pronto Socorro e UPA IPASE;

• O Pronto-Atendimento, acompanhado pelos titulares das pastas de Saúde e Educação, resultou, na liberação de todos no mesmo dia, medicados e sem maiores consequências;

• Imediatamente as Secretarias de Saúde e de Educação, além do acompanhamento dos atendimentos, deram início a uma série de averiguações das causas da intoxicação que atingiu menos de 10% do total de alunos da Escola Abdala José de Almeida;

 A Vigilância Sanitária foi acionada para averiguações e apontamentos que geraram Resultados das Análises Microbiológicas realizado pelo Laboratório LACEN, aonde se constatou bactérias SHIGELLA SP e SALMONELLA SPP, em bebedouros e garrafão de água do auditório;

• Pedidos de contraprovas foram realizados em relação a alimentos acondicionados e da merenda escolar e descartados.

Diante dos fatos, medidas foram adotadas para se evitar qualquer tipo de outra ocorrência, lembrando que menos de 10% dos alunos e servidores da unidade tiveram algum sintoma sem maiores consequências. Entre as medidas adotadas estão:

• Interligação da unidade escolar a Rede Pública do Departamento de Água e Esgoto – DAE/VG;

• Troca de bebedouros que servem água potável para alunos e servidores;

• Manutenção periódica nos bebedouros de água com instalação de filtros de carvão ativado;

• Troca de freezer para acondicionamento de alimentos;

• Curso de Boa Práticas para Merendeiras;

• Realização de monitoramento mensal microbiológico;

Também será iniciada com o final do ano letivo as obras de reforma geral da Escola Municipal de Educação Básica Abdala José de Almeida, já licitada e ultimando os preparativos para assinatura do contrato da empresa vencedora do certame licitatório. Dentro dessas obras estão a recuperação do poço artesiano, bem como a sua cloração. As Secretarias de Saúde e de Educação, ambas de Várzea Grande determinaram a notificação das 85 unidades escolares municipais de forma preventiva para realização de monitoramento e da correta utilização de água e alimentos para a merenda escolar e consumo de alunos e profissionais da área.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 3 de outubro de 2019 às 15:18:52