https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/01/images-1.jpg

GESTÃO CONTRA GESTÃO

Secretária de gestão de EP rebate críticas do partido de MM

Reprodução

Após o presidente do Partido Democratas, Alberto Machado, criticar a gestão do prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB), a secretária Municipal de Gestão, Ozenira Felix, levantou e rebateu as afirmações, que segundo Alberto, piorou as finanças da Prefeitura.

Em nota, a secretária rebateu e afirmou que o ranking apontou que, em 2019, a Capital superou a média nacional. Enquanto a maior parte dos Estados pontuou 0,4555, Cuiabá emplacou 0,4931 pontos.

Já para o aliado do governador Mauro Mendes (DEM), Cuiabá saiu da 11ª para a 24ª colocação entre as capitais, no Índice Firjan, que avalia o desenvolvimento humano, econômico e social dos municípios do Brasil.

Para a secretária, na capital também houve crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da cidade. E afirmou que Cuiabá está entre às dez capitais que mais criaram vagas de empregos formais nos primeiros oito meses de 2019.


Confira a nota na íntegra:

A respeito da matéria: “Presidente do DEM cita índices e diz que Cuiabá piorou em 3 anos” –  a Secretaria Municipal de Gestão informa que:

– O próprio Firjan apontou que, em 2019, a Capital superou a média nacional de 0,4555 no IFGF geral, com 0,4931 pontos.

– Cuiabá também supera a média do país em Autonomia, registrando a pontuação máxima. Em Investimentos, a cidade tem números superiores, 0,5702, enquanto nacionalmente a média é 0,4747.

– A pesquisa Melhores Cidades para Fazer Negócios, realizada pela Urban Systems, apontou que Cuiabá está entre as 15 melhores cidades brasileiras para empreender em 2019.  A Capital subiu quatro posições no ranking, ficando em 14º lugar, a melhor colocada no Centro-Oeste.

 – O estudo da Urban Systems analisa ainda o potencial de desenvolvimento econômico das cidades, considerando as melhores oportunidades para se investir. Além disso, apresenta recorte dos melhores municípios em desenvolvimento social, infraestrutura e capital humano.

 – Desde o início da gestão, o Município tem priorizado a melhora na qualidade de vida da população, avançando em infraestrutura, saúde, educação e assistência social. Isso porque, para a gestão, não há sentido em manter altos índices sem oferecer direitos básicos aos moradores.

– Para a execução desta proposta foram realizados importantes investimentos na área administrativa. Assim, programas, ainda em fase de implantação, como o Papel Zero e o controle de combustível gasto com os veículos da Prefeitura, garantem sustentabilidade, economia e agilidade nos trâmites das secretarias. Estes programas geraram, em dois anos, uma economia de R$ 3,5 milhões, valor que foi investido na criação de 14 praças e áreas de lazer entregues para a população.

– Um dos frutos desta política é que Cuiabá está entre as dez capitais que mais criaram vagas de empregos formais nos primeiros oito meses de 2019. O dado foi levantado pela consultoria Tendências, divulgado pelo Jornal O Globo no último ano.

-Também houve crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Capital registrou valor estimado de R$ 23,301 bilhões em 2017, crescimento de 4,9% em comparação ao ano anterior.

– Vale destacar que, a gestão não é pensada para apenas quatro anos, mas sim para o benefício futuro de toda a população.

A declaração

Alberto Machado afirmou ter uma avaliação negativa da gestão do prefeito Emanuel Pinheiro.

“Em relação à gestão do Emanuel, a gente percebe nítida e claramente que houve uma piora. O próprio índice Firjan mostra isso. Fora que tínhamos uma avaliação de B e hoje está em C”, afirmou Beto, em alusão à nota que mede a capacidade de pagamento (Capag) dos municípios.

A Capag é usada como parâmetro para o aval da União a empréstimos tomados por estados e municípios.

“Esses são alguns exemplos que mostram que a cidade piorou nesses três últimos anos e meio. Então, acho que isso é uma avaliação clara. Tem que mudar, tem que melhorar, Cuiabá tem que crescer. Não pode encolher”, disse Beto.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 1 de fevereiro de 2020 às 10:53:12
  • 31 de janeiro de 2020 às 20:03:32