https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/01/mt.png

ELEIÇÃO 2020

Pretenso candidato à prefeitura, Julier critica gestão de Emanuel e defende Lula

O ex-juiz federal Julier Sebastião da Silva (PT), pretenso candidato à prefeitura de Cuiabá, em outubro, disse, em entrevista ao Mato Grosso Mais, os motivos que o levaram a deixar o PDT, defender o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e cutucar a gestão do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

Segundo o ex-magistrado, a ideia de sair do PDT ocorreu em 2018, quando a sigla fez aliança com o DEM de Mauro Mendes (DEM) para disputa ao Governo do Estado.

A legenda teve o ex-prefeito de Lucas de Rio Verde, Otaviano Pivetta, eleito vice na chapa.

Em novembro do ano passado, Julier se filiou ao PT.

Julier, que foi candidato a prefeito de Cuiabá, em 2016, comentou que, na época, o PDT fechou aliança com o PT e PCB do B, e que estes partidos devem estar juntos em 2020.

EX-PRESIDENTE LULA  E EMANUEL PINHEIRO

Questionado na na entrevista sobre o motivo de ter escolhido o PT, partido que passa por desgastes por conta dos envolvimentos dos seus líderes em casos de corrupção, Julier Sebastião da Silva, que já ocupou a magistratura por mais de 20 anos, observou que a condenação contra o ex-presidente Lula é uma das maiores fraudes processuais do mundo.

Ao comentar a situação do PT, Julier fez referência ao prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB).

“Nós temos o nosso alcaide em cenas lamentáveis e que portanto esse tipo de coisa não é exclusiva do PT”.

Julier também criticou a gestão do emedebista, que, de acordo com ele, apresenta falhas na saúde, educação e no transporte público.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 3 de fevereiro de 2020 às 20:17:04
  • 3 de fevereiro de 2020 às 20:11:38