https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/03/af2d64f4e7b287858d315dac64f0acb9.jpg

Vacina que Volta ALMT

CONTORNO LESTE

15 empresas disputam licitação milionária da prefeitura de Cuiabá

Luiz Alves

A concorrência pública para contratação da empresa que atuará na construção da Avenida Contorno Leste entrou em uma nova fase.

Na última semana, a Comissão Permanente de Licitação recebeu das empresas os envelopes com as propostas de preços.

A partir de agora, a Secretaria de Obras Públicas fará a análise de toda documentação recebida para, posteriormente, homologar a vencedora.

O processo licitatório para a execução das obras de rede de drenagem de águas pluviais e pavimentação está dividido em dois lotes.

Para o primeiro, que compreende o trecho entre a Avenida Fernando Corrêa da Costa e o Rio Coxipó, 15 empresas foram validadas. Para o Lote 2, que abrange o percurso do Rio Coxipó até a Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), foram 11 propostas habilitadas.

Paralelo a esse processo, também está em andamento a licitação para a edificação de duas pontes, sendo uma em cada um dos trechos destacados.

O aviso do certame público para contratação da empresa que fará esse trabalho foi publicado no Diário Oficial de Contas do dia 10 de fevereiro.

Ainda na fase inicial, a concorrência tem a sessão pública de abertura marcada para o dia 16 de março.

“Entramos nas últimas etapas do processo licitatório, que segue a modalidade do menor preço. Recebemos as propostas e agora nossa equipe técnica fará uma minuciosa verificação de cada um dos processos, para a validação. Depois disso, a vencedora de cada lote é anunciada, abre-se o prazo para os recursos e, após os julgamentos, o resultado é homologado”, explica o secretário de Obras Públicas, Vanderlúcio Rodrigues.

O PROJETO

O projeto executivo para a construção da Avenida Contorno Leste é fruto de uma série de estudos preliminares realizados pelo Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Urbano (IPDU).

A avenida será edificada mediante a aplicação de um investimento de R$ 125 milhões.

O recurso é oriundo de uma operação de crédito formalizada com a Caixa Econômica Federal (CEF) e aprovada pela Câmara Municipal de Cuiabá.

Conforme o projeto, a via terá 17,3 quilômetros, iniciando no Distrito Industrial e indo até a Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251).

Ao longo de toda a extensão serão realizados os trabalhos de construção da rede de drenagem de águas pluviais, pavimentação, meio-fio e calçada.

Segundo o estudo do IPDU, a avenida passará por 39 bairros das regiões Sul, Leste e Norte, beneficiando cerca de 421 mil habitantes.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *