https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2019/10/José-Riva-Ednilson-Aguiar-O-Livre-696x464.jpg

EFEITO DEVASTADOR

Silval faz revelação impressionante do que pode ser a delação de José Riva sobre a ALMT

Edilson Aguiar

O ex-governador Silval Barbosa (sem partido) fez uma revelação, que muitos já suspeitavam, em seu depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó, que apura a suposta quebra de decoro e obstrução da Justiça por parte do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB),  na manhã desta segunda-feira (2), na Câmara Municipal de Cuiabá, sobre a delação homologada pelo desembargador Marcos Machado, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, do ex-presidente da Assembleia Legislativa.

Para Silval, que foi deputado estadual por dois mandatos, que fez todos os acordos de delação premiada junto aos Ministérios Públicos Federal e Estadual, quem mais tinha detalhes do que ocorreu na Assembleia Legislativa é o ex-deputado estadual José Riva.

Se para o ministro Luiz Fux, que homologou a delação de Silval e a considerou como monstruosa, o que poderemos esperar da colabora do ex-mandatário da ALMT.

“… se o deputado Riva, de fato, fez essa colaboração, como eu sempre disse para as autoridades, no Ministério Público Federal e Estadual, na qual a minha colaboração foi homologada, eu sempre disse que eu participei de praticamente todos os acordos e os acordos que eram cumpridos quando ainda eu deputado primeiro-secretário e presidente (da Assembleia Legislativa) tinha todos os detalhes, mas quem tinha os detalhes maior era o deputado Riva, se realmente ele firmou esse acordo (premiado), certamente ele poderá dar uma contribuição também com este parlamento…”

O desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Marcos Machado, homologou a delação premiada do ex-presidente da Assembleia Legislativa do Estado, José Riva (sem partido).

Riva teria se comprometido em indenizar os cofres públicos em R$ 92 milhões.

A delação de José Geraldo Riva é vista no meio político e empresarial de Mato Grosso como uma espécie de hecatombe.

As informações devem estremecer o Estado, com revelações de nomes de personalidades que foram beneficiadas com esquemas de corrupção.

ACOMPANHE OITIVA DE SILVAL BARBOSA NA CPI DO PALETÓ NA CÂMARA DE CUIABÁ:

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 2 de março de 2020 às 19:29:00
  • 2 de março de 2020 às 16:09:43