https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/04/PEIXOTO.jpeg

FORÇA POLICIAL

Traficante fugitivo de Minas é preso em flagrante por documento falso

Assessoria/Polícia Civil-MT

Um fugitivo do Sistema Penitenciário de Minas Gerais, considerado de alta periculosidade e com diversas passagens criminais por tráfico de drogas e associação para o tráfico e homicídio, foi preso no final de semana, com uso de documento falso, após ação integrada da Polícia Civil de Mato Grosso, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Civil mineira.

 

As investigações tiveram início após a condução à Delegacia de Poconé de dois suspeitos detidos pela PRF, no sábado (18.04), próximo ao posto 120, flagrados com porções drogas para consumo pessoal.

 

Os policiais rodoviários desconfiaram de que um dos presos estivesse ocultando a verdadeira identidade, uma vez que ele portava segunda via de documento expedido em março passado, além de apresentar informações contraditórias.

 

A Delegacia de Poconé foi acionada e realizou diligências para apurar as suspeitas, com apoio da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol) e da 1ª Delegacia de Várzea Grande.

 

Foram coletadas as digitais do suspeito em Cuiabá para confrontar a informação com a que constava no documento de identidade.

 

A Polinter realizou consulta à Polícia de Minas Gerais, identificando que havia incongruências no documento de identidade apresentado pelo suspeito, assim como as digitais existentes no banco de dados daquele Estado e cadastradas na ficha do nome que constava no RG eram divergentes das coletadas do suspeito.

 

Após as diligências para checagem da identidade do suspeito preso, os policiais de Mato Grosso conseguiram apurar que se tratava de um fugitivo de Minas Gerais, com diversas passagens criminais por tráfico ilícito de drogas, associação para o tráfico ilícito de drogas, roubo majorado e homicídio.

 

Ele fugiu de uma unidade prisional no dia 10 de março deste ano e tinha mandado de prisão em aberto.

 

Conforme informações da Polícia Civil, o fugitivo foi preso em uma operação realizada em 2016, em Belo Horizonte, acusado de chefiar o tráfico em uma favela da capital mineira, há mais de 15 anos. Ainda conforme a polícia de Minas Gerais, ele é líder de um grupo criminoso  denominado “Casinhas da ACM”, na região do bairro Cabana.

 

O fugitivo recapturado foi autuado em flagrante por uso de documento falso. Ele foi encaminhado a uma unidade prisional, para posterior recambiamento ao estado de origem.

 

O delegado de Poconé, Ruy Guilherme Peral, destacou o empenho de todos os policiais e peritos criminais para que fosse possível a identificação do criminoso.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *