https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/10/ce55a8108ac99a5afb37e4af8f0db54e.jpg

CLIMA ELEITORAL

Janaina alfineta Emanuel; “Cuiabá não está “governável”, e pede votos para França

Reprodução

A deputada Estadual Janaina Riva (MDB) disse que Cuiabá não está “governável”, crítica direta ao seu correligionário e candidato a reeleição para prefeito, Emanuel Pinheiro, do mesmo partido. A alfinetada foi durante um evento com lideranças partidárias e apoiadores do candidato vereador Luluca Ribeiro (MDB), nesta segunda-feira (12).

“Eu penso numa Cuiabá daqui alguns anos para meus filhos e não mais para mim. A gente já imagina daqui alguns anos porque Cuiabá do jeito que está, não está governável”, disse a parlamentar.

Ela ainda pediu votos ao principal adversário de Emanuel, o ex-prefeito Roberto França (Patriota). “Nós precisamos pedir votos para o Roberto França, 51, e levar o que ele já fez”, disparou.

O rompimento entre Janaina e Emanuel se deu há algumas semanas, mas ficou explícito após o presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), o deputado Eduardo Botelho (Dem) dizer na última quinta-feira (8) que convidou Riva para caminhar com o candidato Roberto França.

O motivo que Janaina deu para não apoiar Pinheiro, foi, “por conta de muitas promessas não cumpridas”, segundo disse Botelho, mas, nos bastidores, corre que ela retirou o seu apoio, por causa das declarações que o emedebista fez contra o seu pai, o ex-presidente da ALMT, José Geraldo Riva.

“O maior ficha suja de Mato Grosso terá que provar que ele me deu R$ 3 milhões. Larga de ser bandido, larga de ser leviano. Quem dá R$ 3 milhões para alguém? Ai eu tenho que me defender. Ele fala o que não tem como provar porque dava em espécie. Isso é leviandade”, disse Emanuel contra Riva em entrevista no programa Chamada Geral da Rádio Mega FM, no dia 28 de setembro.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 14 de outubro de 2020 às 11:38:28
  • 14 de outubro de 2020 às 11:36:31