https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/11/cf62d15f3b69285dfec17cab46ba37bd-e1545487605492-1.jpg

GAZETA DADOS

Pesquisa estimula Emanuel Pinheiro e Abílio Junior se enfrentando no 2º turno

Mato Grosso Mais

Com 34,62% dos votos válidos, conforme aponta a nova rodada de pesquisa do Instituto Gazeta Dados para a Prefeitura de Cuiabá, o vereador Abílio Júnior (Pode) disputaria o segundo turno das eleições com o atual prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

Estimulada Cuiabá

Nesta simulação, Roberto França (Patri) aparece em 3º lugar com 20,51%, representando uma queda de quase 9 pontos percentuais comparando-se as duas pesquisas.

Em menos de 30 dias, o cenário na corrida nas eleições em Cuiabá mantém Abílio na liderança. Já o atual prefeito avançou 5 pontos percentuais, enquanto o vereador cresceu 1,29%. A virada entre Pinheiro e França indica que a campanha do candidato do Patriota perdeu fôlego.

Em 4º lugar, permanece Gisela Simona (Pros) com 12,82% da preferência do eleitor com um crescimento no percentual de votos. Em 5º lugar, Julier (PT) obteve 2,56%, Aécio Rodrigues (PSL) 1%, Gilberto Lopes (PSOL) e Paulo Henrique Grando não pontuaram. A margem de erro da pesquisa é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.

Para se chegar ao percentual de votos válidos, desconsideram-se os índices de brancos e nulos e os de não sabem e/ou não responderam na amostragem de voto estimulado, aquele em que ao entrevistado é apresentada a lista de todos os candidatos para que o eleitor indique em quem pretende votar.

Considerando esses índices, Abílio também garante a dianteira com 27% à frente de Emanuel Pinheiro, que reúne 22%. Roberto França conquistou 16%, Gisela 10%, Julier 2% e Aécio com 1%. Gilberto Lopes e Grando não pontuaram. Votos brancos e nulos chegam a 4%, um recuo de 5 pontos percentuais sobre a primeira rodada de pesquisa do Gazeta Dados. Já quem não soube ou não quis responder somam 18%, um aumento de 2% em relação à sondagem anterior.


Espontânea

Espontânea CuiabáNa modalidade espontânea, quando o entrevistado responde o nome de seu candidato sem ser provocado, Abílio Júnior também lidera as intenções de voto, totalizando 24% dos entrevistados. Neste quesito, Emanuel Pinheiro aparece com 22%, ambos empatados tecnicamente dentro da margem de erro. O que chama atenção é que nessa amostragem, o atual prefeito cresceu 7 pontos, enquanto Abílio apenas 2.

Em 3º lugar vem Roberto França com 13%, registrando uma queda de 4 pontos em relação à primeira pesquisa. Gisela Simona aparece logo atrás com 9%, Julier 2% e Aécio com 1%. Gilberto Lopes e Paulo Grando novamente não pontuaram. Brancos e nulos caíram de 11% para 4% e não souberam ou não quiseram responder somaram 25%.


Rejeição

ORejeição Cuiabá Gazeta Dados mediu também a rejeição dos 8 postulantes ao comando da capital mato-grossense. Nesta modalidade é importante lembrar que o entrevistado pode indicar mais de dois candidatos, o que faz com que o resultado ultrapasse os 100%.

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) continua sendo o mais rejeitado pelos entrevistados com 33% das indicações dos entrevistados, mas registrando diminuição de 17 pontos, já que na primeira rodada de pesquisa do Gazeta Dados ele chegou a 50% de rejeição.

O segundo mais rejeitado é o vereador Abílio, com 16% dos entrevistados declarando que não votariam nele de jeito nenhum. Roberto França tem 12% de rejeição e Julier 6%.

Gisela Simona, Aécio Rodrigues, Gilberto Lopes e Paulo Grando aparecem com 2% cada. Já 5% dos entrevistados disseram que não votariam em nenhum dos candidatos. Não souberam ou não quiseram responder totalizaram 20%.

A pesquisa foi realizada com 800 moradores de Cuiabá entre os dias 29 de outubro a 1º de novembro.

O método utilizado é o Survey, que consiste em pesquisa de metodologia quantitativa com realização de entrevistas utilizando-se questionário estruturado junto a uma amostra representativa da população.

O intervalo de confiança é de 95%. Ou seja, se fossem realizadas 100 pesquisas, em 95 delas os resultados estariam iguais a este, dentro da margem de erro estipulada, que é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral com o número MT-04867/2020.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 4 de novembro de 2020 às 12:18:56
  • 4 de novembro de 2020 às 12:17:13