https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/12/237dd39d37e40f8c46abc36b5c59525c.jpg

EMPODEIRAMENTO FEMININO

Mais de 40 mulheres participaram do Dia D de Eliminação da Violência Contra as Mulheres

Luiz Alves

Mais de 40 mulheres, entre agentes comunitárias de saúde, enfermeiras e moradoras da região do bairro Despraiado, participaram do Dia D de Eliminação da Violência Contra as Mulheres, realizado neste sábado (05), na Unidade de Saúde da Família (USF) da comunidade. A Secretaria da Mulher, que tem como missão ofertar o apoio necessário ao público feminino, contribuiu para a realização da ação de cunho social.

Na ocasião, a secretária da Mulher, Elis Regina, e a psicóloga Thayssa Ferraz falaram sobre tipos de violência doméstica e o que as vítimas devem fazer para procurar ajuda. A secretária ressaltou a importância da realização desse tipo de evento. “Mais do que informar, a nossa proposta é demonstrar para essas mulheres que o Município está de portas abertas para atendê-las”, declarou Elis.

Segundo ela, a intenção é levar essas propostas para todas as unidades municipais. “Queremos conscientizar essas mulheres para que elas saibam como sair desse processo, para que saibam que existem pessoas que lutam por elas, para que saibam que o poder público as apoia com casa de apoio, sala de acolhimento, psicólogos 24h, entre outras ações”, afirmou.

Por meio de um bate-papo, a juíza Amini Haddad deixou claro que o que ela pretendia era muito mais do que a apresentação de dados e estatísticas de casos. Ela, que está à frente do Juizado há 22 anos, fez questão de contar histórias de superação, contribuindo para que as mulheres entendam o seu valor. “Todas nós, podemos ser autoras da nossa história. Não precisamos ficar dependentes de ninguém, seja do marido ou família. Com coragem e muita fé podemos ser dona de nós mesmos, escolher sempre a felicidade”, declarou.

A idealizadora do evento, Karine Kido explicou que a ideia surgiu após ter participado de um curso de capacitação, que aconteceu no Conselho Regional de Odontologia com a secretária Elis Regina e a psicóloga Thayssa Ferraz. “Foi muito importante para mim, pois não conhecia o trabalho da Secretaria da Mulher e a sala de acolhimento no HMC. Por isso, decidimos fazer esse trabalho em conjunto como forma de valorização das mulheres”, declarou.

“Violência contra as mulheres existe em todas as comunidades e precisamos conscientizar a população sobre isso. A cada 8 segundos uma mulher é assassinada, agredida. Como a Atenção Básica é porta de entrada para a comunidade e a gente cria esse vínculo com as mulheres, decidimos iniciar um processo uma vez que estamos sempre em contato com elas”, explicou Karine.

Presente ao evento, a moradora Aline de Souza, que estava acompanhada do filho, ficou satisfeita com as informações que foram repassadas. Segundo Aline, assim como ela, muitas mulheres sabem dos casos de violência contra a mulher, mas desconheciam a realidade de uma forma ampla. “Fiquei muito feliz, ao saber que a Prefeitura implantou a Sala de Acolhimento voltada para nós mulheres e que está a nossa disposição. Terei o prazer de repassar isso para minha família e amigas”, garantiu.

O encontro contou com a participação da secretária Municipal da Mulher, Elis Regina, da delegada Lizzia Ferraro, da juíza Amini Haddad, da psicóloga Thayssa Ferraz, além das profissionais da USF Despraiado, a enfermeira Romanthyelle Corrêa e a dentista Karine Kido, idealizadora do evento.

As participantes também aproveitaram o evento para fazer a coleta do exame preventivo do Câncer do Colo do Útero. Foi servido também um delicioso café da manhã com sorteio de vários brindes, doados pela própria comunidade.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 6 de dezembro de 2020 às 00:53:47