https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2023/10/Coronel-Alessandro-Borges-vistoria-combate-de-incendio-no-Pantanal-07.jpg

ALMT - Acolher - Novembro/Dezembro

VEJA ANTES E DEPOIS

40 militares fazem rescaldo de incêndio em parque estadual no Pantanal

DA REDAÇÃO / MATO GROSSO MAIS
[email protected]

José Lucas Salvani - Secom/MT

Equipes do Corpo de Bombeiros fazem o rescaldo em pontos do incêndio no Parque Estadual Encontro das Águas, localizado entre Poconé e Barão de Melgaço, nesta quarta-feira (25.10).

Imagens de satélites da Sala de Situação Central mostram a redução significativa dos focos de calor na região, após a chuva na tarde desta terça-feira (24.10).

“A chuva foi fundamental para que nossas equipes pudessem avançar no combate ao fogo. A intensidade das chamas diminuiu, mas os bombeiros permanecem no local para fazer o rescaldo de alguns pontos detectados pelos nossos satélites. Os bombeiros também vão fazer reconhecimento de outras áreas, como a região do Corixó Negro, para garantir que o fogo seja extinto em todo o parque”, explica o comandante do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), tenente-coronel Marco Aires.
Clique e entre no nosso grupo do WhatsApp do Mato Grosso Mais e receba todas as notícias na sua mão.

Siga-nos também no Instagram e acompanhe nossas atualizações em tempo real.

Nesta quarta-feira, as ações contam com 40 militares, além de três aeronaves do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil Estadual. Para o tenente-coronel, a integração entre os órgãos é essencial para uma ação assertiva, por fortalecer o combate ao fogo.

“Essa integração entre os órgãos é essencial para uma ação efetiva do Governo de Mato Grosso que somente neste ano investe R$ 77 milhões para o combate de crimes ambientais”, explica o comandante.

O trabalho de combate ao fogo teve início na primeira semana de outubro, com monitoramento via satélite pela Sala de Situação Central. O incêndio começou em uma fazenda próxima ao Parque Estadual Encontro das Águas e indícios apontam que teria começado após a queda de um raio.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *