https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2018/12/acidente.png

TRAGÉDIA NA ISAAC PÓVOAS

Professora que atropelou três em frente à Valley e única sobrevivente são indiciadas

Reprodução

Foram indiciadas pelo acidente em frente da boate Valley Pub a bióloga Rafaela Screnci da Costa Ribeiro, de 33 anos, pelo homicídio qualificado de Myllena de Lacerda Inocêncio, de 23 anos, e Ramon Alcides Viveiros, de 25 anos.

Hya Girotto Santos, de 21 anos, única sobrevivente do atropelamento, foi responsabilizada por contribuir com o acidente, ao distrair os amigos, dançando sobre a pista e chamá-los para o meio da avenida.

O delegado Cristian Alessandro Cabral, da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), fez o indiciamento na tarde desta segunda-feira (23).

“Na ocasião dos fatos Rafaela Screnci da Costa Ribeiro, mesmo ciente de sua incapacidade psicomotora para conduzir veículo automotor, em razão do seu notório estado de embriaguez, estaria conduzindo veículo automotor, marca Renault, modelo Oroch 16, em velocidade pouco superior à máxima”, denuncia o delegado.

Consta nos documentos da investigação que a motorista dirigia acima da velocidade permitida na avenida e teria ingerido bebida alcoólica.

“A primeira, apesar de o local está com grande movimentação de pessoas e veículos na ocasião dos fatos e de que a condutora do veículo causador tinha plenas condições de visibilidade dessa situação e da prévia presença das vítimas”, concluiu o histórico documentado.

O acidente

O acidente que deixou um morto no local e dois gravemente feridos encaminhados ao hospital ocorreu por volta às 5h50, do domingo, 23 de dezembro passado, em frente à boate Valley na Avenida Isaac Póvoas, em Cuiabá.

A condutora do veículo Rafaela Screnci da Costa Ribeiro, 33 anos, na ocasião, foi presa em flagrante e autuada no plantão da Polícia Civil nos crimes de homicídio culposo na direção de veículo e lesão corporal culposa na direção de veículo.

O acidente vitimou no momento da colisão a universitária Myllena de Lacerda Inocêncio, de 22 anos, deixou gravemente feridos Ramon Alcides Viveiros, 25 anos (que morreu após ficar 5 dias internado) e Hya Giroto Santos, 21 anos, a única sobrevivente do atropelamento.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 24 de setembro de 2019 às 13:29:38