https://matogrossomais.com.br/wp-content/uploads/2020/03/WhatsApp-Image-2020-03-11-at-22.23.05.jpeg

CANDIDATA DE BOLSONARO

Coronel Fernanda protocola documento para se afastar das atividades da PM

Assessoria

A coronel Fernanda protocolizou nesta quinta-feira (12), um dia após seu nome ser homologado em convenção pelo Patriota, como candidata ao Senado Federal, na eleição suplementar de 26 de abril, o pedido de agregação ao comandante-geral da Polícia Militar de Mato Grosso.

O documento dá respaldo para ela ser candidata ao Senado Federal sem sofrer nenhuma transgressão disciplinar, já que a Constituição Federal diz que o militar não pode ser filiado a nenhum partido político, mas abre brecha para que o militar possa ser candidato se o nome for homologado em convenção.

Em caso de vitória na eleição, automaticamente, a coronel Fernanda deixa o serviço militar indo para a reserva.

Com 24 anos de serviços prestados à Polícia Militar de Mato Grosso, a coronel Fernanda disputa, pela primeira vez, uma eleição.

O nome dela foi escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro após uma pesquisa e só foi revelado no dia da convenção.

Para a coronel Fernanda, assim que estiver no Senado Federal, o objetivo é ajudar Bolsonaro a aprovar os projetos e as reformas Constitucionais e Tributária para que o Brasil avance.

Veja Mais

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO

  • 13 de março de 2020 às 18:10:24
  • 13 de março de 2020 às 15:46:19